terça-feira, 10 de novembro de 2015

0 Tralala batom: Ágata, Racco


Ba-tom! pa pa pa Ba-Tom! pa pa pa Tira o "bá" pa pa pa Fica o "tom" 
Eu conheci.. Uma velha... Que se chamava... Dona Léia! A véia caiu, o véio viu...
Parlenda folclórica- Domínio Público

Esta cor é a típica zona de conforto para dias indecisos. Pra toda hora! E em dias de eventos chiquérrimos, com um olho bem trabalhado, bem marcante... Fica muito bonito!
Meus batons favoritos da M.A.C, os tons que considero "tons de boca rosada, viva, com ar de saúde" para todas as horas são: Faux, Brave, Hug Me e Blankety. 
Mas fato é que encontrar cores lindas nesta vibe "boca" em campo nacional é muito legal.
E diferente de corretivos e bases, no Brasil há excelentes opções de batons e com preços amigos. Tem Vult, Dailus, Koloss, Yes!Cosmetics, Quem Disse Berenice e Intense de O Boticário. A Duda Molinos desapeguei porque estraga rápido, não são baratos e tem sabor forte. Da Maybelline e Revlon gosto muito, embora sejam gringos incorporados. 

Payot é outra marca que apesar de apresentar uma textura bonita não consigo usar pelo sabor forte, uma fragrância marcante. Eu sou complicada para cheiros e sabores...

Por fim! A hora e a vez de conhecer batons da Racco! Confesso que não tinha usado ainda desta linha Luzes, apenas o Lutti que mostrei neste post AQUI.

A cor Ágata tem fundo rosado e marrom (leve subtom marrom, é citado quase como um bege típico de batons cor de boca). Fica muito bonito para peles claras, morenas e negras. É democrático na verdade. Um rosa queimado que foge do nude pálido e do cor de boca rosinha romântico como o Faux, de fundo frio. Este tem fundo quente e é lindíssimo na minha opinião! Gostei tanto que não tiro mais da bolsa.
Ele lembra um pouco o Hot Tahit da M.A.C que tem acabamento glaze, porém, diferente deste acabamento que oferece pouca cor, o Ágata Racco tem muita cor! 
O Ágata não é molenga manteiga derretendo como alguns nacionais e nem matte. Ele tem aspecto hidratado como o lip butter Revlon que hidrata como um super lip balm, porém, com cor e duração.
Tem fps e vitaminas. A promessa é hidratar e dar cor. 

Tem cheiro. O que eu preferia que não o tivesse. Mas não atrapalha. É até simpático.
Embalagem: Super bonita e resistente. Isso ganhou meu coração peludo! Porque a Koloss e a Vult ainda pecam em algumas linhas de batons pela embalagem frágil que caiu um vez, adeus.



Batom é algo apaixonante. Não dá para colecionar porque estraga super rápido. Eu gosto de ter vermelhos, porque uso muito desde meus quinze anos de idade com pouca sombra (preferencialmente neutras). Mas batons que te deixam chique e básica ao mesmo tempo, que não parece que você está mega produzida, me ganham. Esta cor chegou para ficar. Gosto de acabamento hidratado. Boca matte é legal, mas todo santo dia cansa. Minha boca resseca fácil. Sempre aplico um balm antes do batom. 
O Ágata nem precisa, mas dá para tonalizar os lábios com ele, é o "batom-não-batom", um no-makeup-makeup borrando com os dedos. Seria mais fácil mostrar ne! Um dia animo e faço um curta vídeo quase gif. Haha! 

Ah! Preço dele: 25,90 . Neste mês de novembro ele está na promoção por R$17,90. Vale muito o investimento. Tem cor, qualidade, embalagem chique e resistente. Aprovado e quero conhecer as outras cores. Logo logo mostro aqui o Âmbar, também nesta vibe cor de boca rosada. 

by: Suzue

Imagens: Arquivo pessoal 




0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!