sexta-feira, 2 de outubro de 2015

0 Resenha: Base Líquida efeito Matte da Vult

O Strob Cream M.A.C é só para comparativo de tamanhos. A embalagem é mini, beira uma amostra. Hahaha!


Percebi que muitas blogueiras falaram dela. Fiquei curiosa quando vi em Santa Catarina, numa farmácia bem completa, tinha Bourjois, tinha tanta coisa, mas me chamou a atenção a textura desta nova base da Vult.

Não sou fã de acabamento matte, exceto quando é um matte que não esturrica, que dispensa o pó.
Uso uma avaliação básica, uma listinha de exigências para comprar base:

  • Cheiro bom; SIM
  • Boa textura; SIM
  • Não oxidar; SIM/ em minha pele seca foi Ok
  • Não transferir; POUCO
  • Cobertura média; SIM
  • Não manchar; SIM
  • Não ser reboco; SIM
  • Embalagem boa, bom aplicador; SIM
  • Pele que não dê na cara que tem base ali. MÉDIO
Ando bem pacata, não sou mais aloka das makes pele. Mas nesta crise acho válido conhecer alternativas BBB, que ofereçam qualidade.
Na primeira imagem mostro embalagem, bem prática para carregar na necessaire. Lembra a embalagem antiga da base da Yes!Cosmétics.

A textura é bem bacana, lembra BBcream coreano, bases da Bourjois, isso me impactou bem.
Testei pela manhã com sol ardente, clima abafado e percebi que não oxidou. Mas para ter certeza neste quesito é preciso testar em climas variados.
Transfere um pouco. Mas nada comparado a base mousse Maybelline. Sem dramas.

Não tem protetor solar, o que é bom. Geralmente eles deixam um fundo branco nas bases. Não é legal. Melhor aplicar seu protetor solar habitual depois do hidratante e base.

Cobertura média que dá para construir camadas. Achei legal que nem de corretivo precisei. Cobre bem para uma base de cobertura média.
Como ela é matte, as gurias de pele oleosa criam expectativas de segurar a oleosidade.
 Olha, eu confio nas resenhas da Sabrina do Coisas de Diva e ela disse que não segurou muito, mas que gostou mesmo assim. Acho que um bom primer ajuda. No meu caso, minha pele é seca, não ligo de segurar oleosidade. Gostei da textura, não preciso de pó, mas também não fica aquele carão seco esturricado.

A foto é de celular com luz artificial bem fraca. Preciso tirar fotos sob luz solar, natural. Pois neste caso observei que a pele fica mais bonita ainda. Dá uma boa iluminada a cor Bege 01 para mim neste momento branco cor de tofu. Eu pego cor fácil na praia, é já que muda. Mas a Bege 02 é bem legal, muda pouca coisa.

A gama de cores


Uma boa variedade. Tons que respeitam subtom rosado e amarelado. Achei bem legal isso porque as bases nacionais geralmente apresentam três míseros tons. Isso é péssimo na hora de maquiar profissionalmente. Ponto positivo para a empresa.
A quantidade é menor que o padrão de 30ml, a Vult matte vem com 26ml. Paguei na Léo Cosméticos perto de 32,00 reais. Mas sei que existem farmácias vendendo por 27,00... É um preço muito amigo para uma crise de matéria prima importada que passamos. 

Make básica completa com corretivo iluminador M.A.C , blush em creme M.A.C, lápis de olhos como delineador superior Bourjois à prova d'água, rímel Maybelline Colossal e batom cor de boca Brave M.A.C.

Sinceramente?
Me surpreendeu esta base. Gostei bastante. Dá para usar no dia a dia e em eventos, tranquilamente.
O cheiro lembra um pouquinho a Studio Fix M.A.C, mas bem mais discreto. Não me incomodou, pelo contrário, eu bem gostei.

É isso gente. Acredito que a Vult deu uma super bola dentro desta vez. Não gosto de 80% dos produtos deles. Mas há itens dignos e esta base, creio eu, que é uma excelente opção nacional.
Basta saber como ela se comportará em cada tipo de pele.

Vale o repeteco? Sim. Quero tons escuros para contornos.

Beijo, Suzue

Imagens: Reprodução e Arquivo Pessoal

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!