sexta-feira, 31 de maio de 2013

9 Hoje, apareci na Folha de Londrina: Folha da sexta

Imagem reprodução: Todos os direitos reservados a Folha de Londrina

Neste link você encontra uma parte da matéria: http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--3668-20130531
Por  Paula Costa Bonini

Como fui parar lá?

Aqui em Londrina não é diferente de cidade alguma. Com exceção das grandes capitais, é claro...
Uma oportunidade pinta na hora que ela pinta! Sacou? Nem sempre sai tudo como e na hora que queremos.
Mas como uma boa cristã eu vejo o querer de Deus nos mais pequenos "acasos"... E amigos sinceros que passam longe desta sociedade competitiva existem. São jóias raras, mas existem!

Recebi o convite de uma jornalista aqui de Londrina que ficou sabendo desse "furo" (leia-se: meu faniquito por maquiagens) por uma amiga querida minha, também jornalista. Pessoa que admiro e amo muito!

Quem me cerca sabe das minhas frescuras. Há anos enterrada neste universo de maquiagens (desde pequena), uma hora isso tudo bem que poderia ajudar outras pessoas, pelo menos no refletir e trocar de ideias.

Quero agradecer com todo carinho aos empresários donos da loja Queens Perfumaria, uma loja descolada que está crescendo a cada dia em Londrina. Ela é nova e seus visionários prometem trazer mais e mais novidades, com marcas que gostamos! 
A loja fica localizada no shopping Show das Fábricas e em breve estará no novo shopping Boulevard em Londrina.

Fiquei muito contente com a reportagem pois foi publicado exatamente o que falei na entrevista.
Não deu para mostrar a minha coleção (ideia inicial da jornalista) porque choveu muito no dia e daria um trabalho enorme. Hehe. 
Fato é, como falei para Paula, que hoje em dia me controlo mesmo.

O dia das fotos foi hilário. Tadinho do fotógrafo, que paciência! Tira-se trocentas fotos para publicar uma. É assim mesmo. Meu irmão é fotógrafo e ele me conta. Foi só risada da minha parte e das meninas da loja. Acho que o fotógrafo deve ter achado que eu preciso mesmo de tratamento: *TDAH. Hahahaha! Mas ficar "natural" numa foto é coisa para profissionais. Longe de mim. Eu não paro de dar risada e falar bobagens. É o jeito TDAH de expressar o nervosismo. No fim, pelo menos para mim foi divertido demais! E a chuva lá fora? O céu desabava minhas fias...

Claro que, se comparada minha pequena coleção com uma mulher normal que tem o que realmente usa, há exageros ainda... Mas sei que existem colecionadoras de make que deixam a minha pequena no chinelo. E isso me deixa cada dia mais contente. Hoje sou favoravelmente contra o acúmulo de maquiagens. Principalmente pelo fator óbvio: Validade. 
Fora o desperdício de dinheiro, que pode ser investido em outras coisas legais. 

Achei bem bacana as orientações da psicóloga na reportagem pois de fato, não devemos enfrentar dificuldades sozinhas. Caso a "paixão" vire obsessão é hora de buscar ajuda.
Uma coisa que realmente me ajuda muito é não ter cartões de crédito e sempre fazer uma wish list. Aprendi com uma outra amiga querida que amo muito, a RP Vanessa do blog Lov Lilac. 

Ela também curte marcas de qualidade e me ensinou a focar no que preciso, no que dura muito, no que realmente satisfaz em questões de qualidade, duração e beleza. 
A Wish List é nada mais que uma lista de produtos que queremos a curto, médio ou até longo prazo.
Você faz a listinha e vai refletindo se é isso mesmo, se vai usar, se valerá a pena. Ela te direciona a futuras pesquisas. Não só de valores, mas de resenhas honestas a respeito do produto.

Ajuda a não correr riscos de ceder aos impulsos momentâneos, que faz nossos olhos consumistas brilharem em cima de um "lançamento" e depois vem o peso da consciência, da compra de algo que nem era tão bom, caro, ou que ficará engavetado.

O que tem de bom na Queens Perfumaria?

Você encontra por lá desde marcas populares como Dailus Pro, Koloss, Vult, Payot, Fenzza, Jordana... Até NYX, Revlon, entre outras. Há paletas de sombras bacanas por lá! Aquelas paletas coloridas que até então eram disponíveis apenas em sites de produtos importados. A paleta de sombras neutras da CS, Manlly tem lá! Os preços são amigos de verdade. Fora que é loja física, nada de fretes. Ufa!
Liza, a empresária responsável me garantiu que mais novidades vem por ai. Estou curiosa! 

Gosto do atendimento e bom gosto da loja. As meninas que nos atendem são antenadas, testam os produtos, não tem chorumelas.

Ainda hoje postarei a resenha do lápis preto Carbon Dailus que comprei lá por apenas R$11,00 e estou in love.

Beijo!
Suzue

*Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade 

quinta-feira, 30 de maio de 2013

2 O que toda mulher deve ter: do baratinho ao caro

Não adianta tapar o sol com a peneira. Usar terminologias de revista : "produto que toda diva usa", "top de linha", "o queridinho das celebridades"... Entre outros.
Grosso modo, o que martela no dedão é: CARO x BARATO.

O caro se defente: Qualidade, benefícios a curto e longo prazo, embalagem linda e resistente, durabilidade, rendimento, tecnologia química, natural, muita pesquisa científica em prol da beleza...

O barato também se defende: Preço amigo, "tão bom quanto", Bom Bonito e Barato, dupe de top, quebra-galho, efeito genérico satisfatório em muitos casos...
Acho que o mais democrático seria ter uma necessaire diversa. O nosso produto "queridinho" é independente de grife ou rótulo popular.
Subjetividades a parte, acredito em uma boa necessaire com:


  • Um lapis de olho marrom (Ele é o novo preto, te deixa bonita pra qualquer ocasião e pesa menos que o preto);
  • Um lapis preto (Sim, ele é básico porque paga de delineador, faz a base da balada e levanta o olhar muxibito);
  • Uma sombra marrom acetinada, tipo taupe. (Porque o marrom muito escuro atrapalha o esfumado das menos habilidosas);
  • Uma sombra marrom matte, sem brilho algum em duas tonalidades: Uma marrom clara a média e outra escura, tipo café;
  • Um blush em creme (Praticidade e naturalidade no make);
  • Um blush compacto com embalagem resistente (Você escolhe o tom, embora eu vote em um tom neutro pau pra toda a obra, mas precisa ser de qualidade a embalagem pois é na necessaire que ele vai morar);
  • Um produto de pele multifuncional: Já se ouve falar com maior frequência sobre os BB creams. Já existem CC creams e DD creams quase no mercado. Pra quem ainda tem dúvidas, é um produto semelhante a base, com diferenças na leveza e benefícios oferecidos. Não é regra, mas existem BB creams com alto fator de proteção solar, com promessa de primer de base (você tanto pode usar sozinho como antes da base preferida), hidratante tonalizante (redundante ante ante, que hidrata e deixa uma leve cor na pele), entre outras funções. Acho um produto válido pelos benefícios. Na correria uma base pode complicar o tempo de aplicação. Eu, por exemplo, não consigo usar base sem hidratação prévia e primer. Já um BB cream cumpre as 3 etapas em uma aplicada só! Claro... Não é pra ir em um evento que pede um make mais elaborado de BB cream sozinho... É pra necessaire S.O.S do dia a dia. Marcas acessíveis às prateleiras brasileiras: Maybelline e L'oréal. Gosto dos dois! Em breve resenharei com detalhes o BB cream da L'oréal. Estou amando ele.

  • Por isso... Também recomendo carregar sua base favorita. Uma boa base, na minha humilde opinião, é aquela que cobre bem, respeita seu tipo de pele e gostos em acabamentos, que sozinha é show e misturada no hidratante bonita também, fica leve para o dia a dia. A favorita dos últimos tempos tem sido a Bourjois Healthy Mix, super dica da Antonia do Ciao,bella! e outras blogueiras queridas. 

Mas aqui no Brasil dá para se divertir também com bases Revlon, Maybelline, Mary Kay, NYX e L'oréal.


  • O indispensável corretivo: Dependendo da quantidade e textura, ele pode até ser misturado num hidratante e pagar de base levinha, em caso de emergências. Mas, bom mesmo é ter o produto certo na hora certa.

Das opções disponíveis no Brasil temos alguns bons dignos, tais como Tracta, Revlon Photo Ready, Capricho Boticário e Duda Molinos. Não é tarefa fácil encontrar o corretivo perfeito. Por isso, voltando ao subtema "CARO x BARATO", tai um produto que merece investimento.
Recomendo para peles oleosas Make Up Forever e Shiseido em bastão. Para peles normais Pro Longwear M.A.C e Effacernes Lancôme, peles secas idem e também Helena Rubinstein. É um investimento válido, uma vez que usa-se um pingo, rende muito e o efeito é bem mais satisfatório.
Logo mais mostrarei a minha atual necessaire e minhas escolhas.


  • Rímel: Não me afobo mais por querer testar "n" marcas. Nada é tão milagroso assim. Aqui vos fala alguém que não possui super cílios. São médios. Sou feliz com eles somados a boas camadas de Colossal Maybelline e Volume Express da mesma marca. A Maybelline tem o rímel certo para cada tipo. Quem tem olhos pequenos e cílios curtos deve procurar escovinhas menores e finas. Do contrário a Colossal, por exemplo pode dificultar bastante a aplicação. 

Meninas e mulheres com cílios fartos, longos podem amar a One By One Maybelline pelo fato de ela organizar as pestaninhas. Tenho amigas assim que reclamam do "engruvinhamento" de cílios. Enquanto umas reclamam de escassez, outras da fartura... Uma boa máscara organizadora já existe. 
Cílios retos podem adaptar-se bem a The Falsies, por ter escovinha curvadora. Eu curto muito!
A Colossal, minha favorita dá volume. Ela só é meio chatinha por ter um baita escovão. Para o efeito "bobe nos cílios" eu fico com a Volume Express. Mas quem não abre mão da tinta preta super preta, acho que vai preferir a Colossal... O preto da Volume Express é meio apagado.


  • Batons: Toda mulher deveria ter na necessaire um cor de boca e um vermelho. Mas e o nude! Com o corretivo você já fica "cara de defunto". O vermelho salva um dia em que rola um evento após o trabalho, você não tem tempo de voltar pra casa e super se produzir, olhos leves, boca tudo. Tá linda e pronta!

O vermelho é temido por algumas por carregar rótulos antigos de vulgaridade. Esse mito datou, caras amigas. Vulgar é aquela que se deixa vulgar por conduta, linguagem, atitudes, trejeitos, roupas... Uma mulher chique sabe a hora e o local de usar batom vermelho. E quem é chique desde o momento em que acorda, já usa.
O vermelho é tão versátil que na falta de um batom rosa cor de boca ele dá uma corada linda nos lábios aplicado bem de levinho com os dedos. É a famosa aplicação "batom quase morrendo" segundo a chiquérrima e antenada blogueira Vic Ceridono, também e nada menos que editora de beleza da Vogue.
Assim como qualquer produto, seu tom de pele pesa na balança na hora da escolha do batom.
Recomendo um vermelho universal: Ruby Woo M.A.C e Red Revolution Maybelline. O Ruby Woo e bem seco. É um matte mais matte que o normal.

  • Um bom lip balm deve ser prioridade dentro da necessaire. Marcas curingas: E.O.S, Nívea, Carmex, Vaseline Lip Therapy.

  • O pó curinga:

Existem milhões e não vou fazer um postão deles novamente. Vou direto ao ponto: Compacto para carregar na bolsa, embalagem resistente e com espelho, fino, extra fino, que satisfaça as necessidades da sua pele. Ele não precisa adicionar muita cor e cobertura. Sua função está entre finalizar e segurar o make por mais tempo e matificar peles oleosas. Por isso aposto nas marcas: Revlon Color Stay, Maybelline matte, L'oréal, Clinique, Chanel, M.A.C Blot, Duda Molinos translúcido. 
Separei estas marcas com o critério rígido de qualidade na embalagem e boa textura do pó. Não adianta só conteúdo nessa hora. Pó na bolsa precisa de artilharia pesada na embalagem. M.A.C não é frescura. De fato eles oferecem boa proteção. Clinique compacto também. Revlon e Maybe são opções mais em conta, mas com qualidade digna nas embalagens. 

Parece um montão de coisas mas nem é minha gente. Espia:
 
             
(imagem reprodução blog Tudo Fashion)

(Imagem reprodução 2Beauty)

FOTOS:

O blush M.A.C na foto é em creme.  Você pode optar por outras marcas tais como Contém 1g, que oferece a  versão stick, a NYX tem, até a Jordana dos camelódromos tem. Eu escolheria um Tarte ou NYX.
O destaque da temporada vai para os lápis de olhos, preto Carbon e marrom da marca Dailus Pro. Estou encantada com a qualidade desses lápis, por um preço tão tão amigo: R$ 11,00 na loja Queens Perfumaria em Londrina. Dá vontade de ter todas as cores. Ah! Não sou patrocinada ok. Comprei meu lápis Dailus Pro na cor preta carbon e estou in love. Recomendação da querida Pri que trabalha lá. Atendimento vip. Amo.

O batom M.A.C que aparece na foto é meu number one no quesito "cor de boca saúde rosada", Brave. Recomendo ele porque é curinga. Para o dia da indecisão, para qualquer hora e evento. Chique e básico.
O pó compacto é o Color Stay, que é fino, macio, super leve e minha prima querida traz do PY para mim. Seu preço é muy amigo ticas. Mas se comprado EM Londrina, nem tanto. 

Além deste kit, carrego sempre na necessaire lencinhos de papel, cotonetes, um pincel pequeno de blush, esponjinha para pó compacto, mini hidratante facial Strobe M.A.C, mini iluminador facial. Cada uma com suas frescuras, o importante é ter um S.O.S kit na bolsa. 

Qualquer dúvida mais específica é só escrever no formulário do blog ou e-mail de contato ok!

By: Suzue
Imagens: Reprodução

segunda-feira, 27 de maio de 2013

9 Post especial para peles secas: Comprei e testei Cetaphil Advanced Moisturizer


Sabem aquele hidratante que você sempre vê lá paradinho na prateleira top da farmácia-mais-ou-menos e nunca liga? E nunca SE liga que pode ser algo de qualidade?
É comum encontrar nas farmácias algumas marcas boas em cosméticos de tratamento da pele facial como La Roche Posay, Vichy, Nívea, L’oréal, Clean & Clear... E por aí vai...
Mas a marca Cetaphil até então ainda era novidade para mim.
Do site:

Promove uma hidratação intensa da pele muito seca e sensível e pode ser usado tanto no rosto quanto no corpo. É o único no mercado com ERC5™: complexo de renovação epidérmica, com ingredientes oclusivos, emolientes e umectantes, que proporciona 24 horas de hidratação. Possui resultados muito positivos na hidratação de curto e longo prazo e melhora a função de barreira depois da primeira aplicação. Não oleoso, é ideal para a hidratação diária da pele.

Para quem não sabe a Cetaphil  é uma linha da Galderma que conta com centros de pesquisa situados na França, Estados Unidos e Japão. Trocando em miúdos: É gringa, fia. E muitos dermatologistas recomendam.
E é aquela coisa, quando você experimenta abre-se um universo que outrora era invisível: Você começa a fuçar e repara que muita gente já gosta e usa há muito tempo. Blogueiras top, amigas próximas e especialmente pessoas com pele sensível como eu.
O meu “sensível” é mais no sentido de pele seca no inverno. Que por qualquer descuido começa a descascar o nariz como se nunca tivesse usado protetor solar na vida ou hidratantes. Esta sou eu. Muito prazer! Pessoa de pele mista/seca. Demorei a chegar nesta conclusão. Custei a acreditar que não tinha a pele mista-oleosa- de verão. Minha zona T fica mais brilhosa no verão sim. Mas não pode ser matificada. Do contrário a pele se vinga: Resseca, descama, esturrica.
Especialmente no inverno o cuidado é redobrado. Mas o pulo do gato de um bom hidratante está no: Hidratar propriamente dito SEM pesar. É como hidratar os fios do cabelo. Não adianta o creme ser de manteiga, abacate, pequi ou banha de porco e prometer hidratação deixando o cabelo pesado, ensebado. Concordam?
Experimentei muitos hidratantes faciais na vida. Gosto demais da Clinique. Mas até o “não cheiro” da Clinique estava me cansando. Não sei se é coisa da minha cabeça, mas anos afundada na Clinique fiquei encucada com um suposto cheiro de azeite de oliva. Tá. Posso estar enganada, coisa minha... 
O hidratante perfeito da Shiseido eu parei de usar no momento em que finquei estaca no Brasil. #realidade
Mas o “entojo” pelo suposto cheiro de azeite Clinique valeu para conhecer a Cetaphil.
Passeando pela farmácia Raia (um raio de farmácia careira duma figa) olhei, li, gostei. Na farmácia Nissei a compra foi efetivada. Por um preço bem mais justo.

O Moisturizer

Comprei a versão Loção Hidratante (tal como meu Clinique) para peles secas e sensíveis. Na versão em espanhol consta como “piel muy seca”. Quando li isto senti a estampa da minha realidade de inverno. Muito seca é pior que seca!
 Fórmula não oleosa, sem cheiro, nem cor, 226g (parece máscara de hidratação capilar), boas resenhas na web, negócio fechado!

Minhas impressões de 30 dias de uso

Não gosto de soltar rojões antes de usar um ano a fio um bom produto. Pois acontece de desapegarmos de produtos com um semestre de uso. Acontece!
Mas posso afirmar que até agora, com 30 dias de uso minha pele está feliz! Sabe o pó que não craquelou no nariz? Sabe a base que não acumulou? As casquinhas malditas no nariz sumiram!
Sinto a pele das bochechas mais macias! Região esta que mais resseca ultimamente. Bumbumzinho de neném minha gente.

Quanto à textura


Deixa a pele reluzente? Deixa pouco. E some depois. Nada haver com Strobe M.A.C ok. Brilha como hidratante lotion, mas não é sebo. Gostei bem mais do Cetaphil do que o Clinique. Não é grudento nem oleoso. Não tem cheiro. Só um leve cheirinho de coisa sem cheiro. Sacou? Nem eu.

Como base de maquiagem
Pessoas de pele seca me entenderão neste momento. Se não hidratarmos bem a pele, o make não rola bonito. A hidratação prévia vale mais que um primer. É tipo, o primer do primer.
Mesmo para peles normais, mistas. É importante hidratar antes de maquiar. Arrisco até a dizer que em peles oleosas também é preciso hidratar. Claro, que cada qual com seu tipo específico de hidratante. Os tipos em géis são ótimos para peles mistas e oleosas. Até eu uso o da Clinique no verão e amo.
Como pode um bisnagão deste tamanho? E ainda existe a versão pump com 473 ml! É pra hidratar a mãe, a vó, as tias... Tudo bem que permite hidratar o corpo. Mas eu fico no rosto, obrigada.

Semelhanças
Lembra bem a textura do Clinique amarelão de toda uma vida. Mas eu gostei mais do Cetaphil. Achei mais leve, mais fluido. Rende muito mais. A quantidade é obscena de boa.
Talvez um primo semelhante seja o Nivea Soft. Mas eu não confio muito no Nivea. Sinto que aquele potinho tiquito bonitinho é para cotovelos. Usei na pele durante muito tempo. Mas eu era bem mais nova ne. Agora na fase maduríssima (hahaha) o crivo fica mais exigente. E o investimento vale a pena, uma vez que o resultado é pra lá de satisfatório em peles secas e sensíveis.
Acho válido ressaltar que não causou espinhas, nem derreteu a maquiagem. Existem hidratantes fortes que deixam a pele com aspecto engordurado. Cetaphil está aprovado. Posso até cansar dele com o tempo assim como cansei do Clinique. Mas entre um e outro, o bom filho a casa torna. Acho que finalmente encontrei um hidratante para ser mais uma opção de zona de conforto.

Make básica pós Cetaphil: 
  • Base Bourjois Health Mix;
  • Corretivos: Erase Paste Benefit e Effacernes Lancôme medium;
  • Pó Mineralize Skin Finish Natural Medium M.A.C;
  • Olhos: Paint Pot M.A.C Indianwood; sombra compacta Inglot taupe 402; lápis marrom: Eye Kohl Teddy M.A.C; rímel The Colossal Maybelline + Volume Express (ambas laváveis);
  • Blush: Líquido Intense + bronzer Artdeco+ Extra Dimension Superb M.A.C;
  • Lip: E.O.S + Red Revolution Maybelline esfumado com os dedos.


E no verão? Neste caso irei experimentar versões mais leves da própria Cetaphil e continuarei usando o Clinique gel.

E vocês, conhecem a marca? Já experimentaram?

Beijo.
Suzue

domingo, 12 de maio de 2013

2 Make poderoso


Ah!  Que make lindo e que Berenice mais linda... Há!
Esta inspiração de make é sem dúvida perfeita para formaturas, casamentos... É um make phinu.
E o mais encantador é a harmonia do olho tudo com boca tudo e vestido, cabelo... Agora no inverno a proposta de um batom mais fechado é curinga!

O bom e velho nude cai bem para Berenice também. Eu gosto desta raiz caprichada que aparece nos makes dela. Particularmente eu gosto muito mais de escurecer a raiz inferior do que mandar ver num delineador gatinho. Mesmo em dias comuns, de make trabalho, para quem usa óculos como eu favorecer a raiz inferior é muito importante.

Agora vamos descobrir que batom vermelho ela usou? Ajudem!

Beijo
Suzue

Imagens: Reprodução

quarta-feira, 1 de maio de 2013

23 Resenha: Dream Fresh BB 8 em 1 BB cream Maybelline

Finalmente meninas! Após dois meses testando vou mostrar minhas impressões sobre um BB cream não tão bom quanto os coreanos, mas acessível às prateleiras brasileiras: O BB da Maybelline.

Confesso que não sai correndo para testá-lo assim que o vi nas prateleiras. Já havia lido resenhas, assistido vídeos gringos... E não demonstrei interesse uma vez que meu primer favorito é o Face Protect M.A.C e que a ideia de um produto "multi" não me atraia tanto. Sou da geração "X" e não me desespero com novidades.
Mas, quando seu primer favorito acaba e a correria do dia a dia não te permite ficar aplicando: primer, protetor solar, hidratante "E" base (Afe...) por que não testar algo que oferece 8 funções em 1?

Meu maior medo: De deixar a pele tilintando óleo (mesmo tendo pele mista).
Outro "senão" era o fato de o primeiro ser mega claro e o segundo ser escuro... Não há variedade nas cores.
Transferência. Medo de ficar tudo no celular. Eca! Mas para descobrir tudo isso, só testando! A pele da gente não é a pele da amiga, nem da gringa. 

Para uma agradável surpresa o produto não reagiu na minha pele como nas críticas que li.

Sua aparência é de base leve. Mas quando aplicamos e espalhamos o produto ele fica super translúcido, desaparece literalmente. Pra você que nunca testou um BB cream entender, lembra um hidratante tonalizado. Aquela leve cor quase super nada mesmo.

Em peles secas ele pode marcar linhas. Pra vocês terem uma ideia, mesmo eu tendo pele mista no verão, em dias frios eu aplico hidratante antes do BB cream. Coisa minha. De repente nem é seu caso ok... Mas a proposta do produto é de contar com ele COMO hidratante também. Ou seja, praticidade em um produto só. 

Proteção FPS: Não é um protetor solar, que isso fique bem claro. O fato de ele oferecer FPS 30 não significa que você vai caminhar no sol, pedalar, ou pegar uma praia, piscina com ele... Sua proteção é válida pra o dia a dia mesmo. Prefiro imaginar que ele me protege da luz artificial e aquele solzinho comercial que vez ou outra a gente pega.

Cor e iluminação: Das 8 funções ele promete iluminar a pele e vale como primer. Funcionou assim no meu caso? Acredito que sim!
A foto engana um pouco. Parece até que a cor não se ajustou. Mas ao vivo ele deu uma leve iluminada bem legal! Eu gostei muito! Não fiquei com cara de coxinha pingando óleo. Um quase nada que deu viço na pele.  Outra que minha máquina fotográfica é bem básica ok. A foto SEM o produto ficou mais quente, coisa de luz natural. Mas garanto pra vocês, a cor "Claro" que a Maybelline oferece deu muito certo, no meu caso.

No meu dia a dia de make trabalho tenho usado este produto diariamente. Como ele não cobre olheiras eu aplico o Erase Paste da Benefit e um pó translúcido bem levinho na zona T.
Fico assim. Bem natural. Meu bronzeado 5% da praia já minguou, reparem que o pescoço nem brigou com a cor clarinha do BBMaybe. Rímel, batom nude, blush líquido ou cremoso... Pó translúcido Chanel ou Prep+Prime M.A.C. Pronto. Make trabalho ok. Ah! Nos olhos rola um Color Tatoo Bad To The Bronze, quase que sempre.

E como primer de base, funciona?

Com certeza SIM. 
Com sua textura mega leve e bom para peles secas como a minha fica no outono e inverno, funcionou muito bem, iluminando e deixando tudo melhor para receber a base. Não funcionou obviamente como minimizador de poros, função esta que eu atribuo apenas ao PoreFessional Benefit e Minimizador de poros Clinique.
O ritual.

Escolhi minha base Healthy Mix Serum Bourjois, mas poderia ser qualquer outra sua. A cor 53 dá uma aquecida na minha pele desbotada tofu, mas no verão fica ótima. Sempre dou uma aquecida nas mãos e vou pressionando na pele. É um truque oriental que faz a base penetrar melhor na pele, parecendo ser "sua" mesmo. Na última imagem, pressiono levemente um pouco de base por cima do corretor Erase P.

E pela última imagem vocês podem julgar. Tanto sozinho como primer de base eu o classifico como "uma ótima opção" de produto que melhora sua pele deixando um aspecto natural; iluminador que dá um viço leve; ótima opção de maquiagem com proteção solar.
Lembrando sempre que meu crivo fica restrito ao meu tipo de pele. No caso de peles oleosas não posso garantir que funcione. Assisti num vídeo da gringolândia que no final do dia, em uma pele do tipo oleosa ele ficou terrivelmente melequento. 

Agora o chatômetro de acordo com os 8 benefícios que a Maybelline promete, de 1 a 5:

1) Hidratação: 3 de 5 (No meu caso de pele mista/seca não consigo usar ele sozinho sem hidratante prévio, uso o Clinique lotion);
2) FPS 30: 5 de 5 (Minha pele está mais clara que no verão, logo, ele protegeu. Mas não dispensa protetor solar);
3)Ilumina: 5 de 5 (Achei bem legal a iluminação que ele deu, discreto.)
4) Disfarça imperfeições: 2 de 5 (Isso é relativo. Ele melhora de forma geral o aspecto da pele. Mas espinhas, cara de sono, manchas... Nem pensar. Ele é mega fluido como um hidratante tonalizado. No dia que tirei fotos eu estava bem cansada e com a pele irritada);
5) Se ajusta ao tom da pele: 5 de 5 (No meu caso deu certo, porque é bem fluido mesmo)
6)Melhora a aparência da pele: 4 de 5 (Não dei nota máxima porque ele não faz milagres. Ilumina e por isso, assim como o Strobe da M.A.C oferece um viço artificial sim);
7) Oil Free: 3 de 5 (Não sei dizer se para peles oleosas ele dará um resultado satisfatório. Mas após 6 horas de trabalho minha pele não ficou oleosa. Claro que o frescor da manhã no momento que eu o aplico não dura até o horário que eu saio do trabalho. Mas dura de forma digna. Eu gostei. Mas ele não matifica nada, que fique bem claro.)
8) Suaviza: 3 de 5 (É meio "enche linguiça" esta função da Maybelline, mas digamos que melhorando a pele como um todo, suavize sim o aspecto cansado).

O veredicto final foi positivo para minha pele, meninas!
Por R$ 25,00 que paguei na Léo Cosméticos, valeu a pena e vale o repeteco.

Agora é sua vez, contribua com este post deixando sua opinião, sua experiência... Comente!

Beijo.
Suzue

Imagem publicitária: Reprodução
Imagens da resenha: Arquivo pessoal